Busca

/Blog Hugo Leal

novembro, 2009


Hugo Leal em Teresópolis

segunda-feira, 30 novembro, 2009

Vereador Waguinho (PSC) dá prova de prestígio politico em visita do deputado Federal Hugo Leal (PSC RJ) à Teresópolis, e conquista mais obras.

Teresópolis (30 de novembro) – Nesta sexta feira,dia 27, a pedido do Vereador Waguinho (PSC), pré-candidato à Deputado Estadual, o Deputado Federal Hugo Leal (PSC/RJ) líder da bancada do PSC na Câmara dos Deputados, e autor da chamada Lei da Vida também conhecida como Lei Seca, esteve em Teresópolis para verificar o andamento do projeto de construção do Mirante Serra Verde Imperial (Soberbo), projeto que está recebendo seu integral apoio e conta com a colaboração direta do mandato do Vereador Waguinho (PSC).

>
Na ocasião, em reunião realizada na Prefeitura Municipal, foi anunciada a consolidação do Partido Social Cristão (PSC), através do seu líder na Câmara de Vereadores, o Vereador Waguinho, com o Governo Jorge Mário, demonstrando a força e importância que o PSC conquista após a eleição do Vereador Waguinho, no cenário político de Teresópolis e em toda a Região Serrana.

Na oportunidade, o Deputado Federal Hugo Leal (PSC-RJ) lamentou que as verbas destinadas por ele para Teresópolis, cerca de R$ 600.000,00, através de emendas de sua autoria, haviam sido perdidas pelo governo passado, recebendo prontamente do Prefeito Jorge Mário, a informação de que sua equipe havia conseguido resgatar parte das emendas, num total de cerca de R$ 200.000,00.

A menos de dez dias após anunciar a abertura de uma creche no Loteamento Féo (sonho de mais de 20 anos da comunidade), o Prefeito Jorge Mário, atendendo solicitação do Vereador Waguinho (PSC), informou que a verba resgatada será aplicada na troca de todo o asfalto da Rua Dr. Oliveira, na Barra do Imbuí, também em atendimento à solicitação feita pelo Vereador Waguiho (PSC), através da moção 872/09, conquistando assim, em apenas duas semanas, obras de grande importância para aquela região.
“Foi para isso que recebi os votos e a confiança de muitos eleitores, e não podemos descansar enquanto não conquistar mais qualidade de vida para a população”, destaca o vereador Waguinho (PSC).

“O Mirante Serra Verde Imperial, no Soberbo, será, sem dúvidas, um dos maiores atrativos turísticos do Estado do Rio de Janeiro, senão, do Brasil, devido a grandiosidade da obra. Já tomamos as primeiras medidas que foi conversar com nossos parceiros no projeto, ou seja, a prefeitura de Guapimirim, o Parque Nacional Serra dos Órgãos, o Parque Estadual do Tres Picos e a CRT. Com a emenda do Deputado Hugo Leal (PSC-RJ) e o apoio irrestrito do prefeito Jorge Mario, daremos inicio ao processo de sondagem do solo para começarmos a obra”, ressalta o vereador Waguinho (PSC).

“Recebemos mais uma boa noticia do prefeito Jorge Mario em relação a Barra do Imbui. A equipe da prefeitura conseguiu recuperar parte da emenda do deputado Hugo Leal (PSC-RJ), que havia sido perdida pelo governo passado, cerca de R$ 200.000,00, e sera utilizada para o asfaltamento da rua Dr. Oliveira, uma importante via de nossa cidade que nao suporta mais operacoes tapa-buracos. Muito mais obras e realizacoes estao chegando e, com certeza, farão a diferença em nosso mandato”, comenta o vereador Waguinho (PSC)

Publicado em 29 de novembro no blog do vereador Waguinho do PSC.

http://waguinhovereador.blogspot.com/2009/11/vereador-waguinho-psc-da-prova-de.html


Cesvi participou da I Conferência Ministerial Global sobre Segurança Viária

quarta-feira, 25 novembro, 2009

O Brasil foi representado por uma delegação capitaneada pelo deputado federal Hugo Leal, e que contou com a participação de José Rio de Janeiro (25 de novembro) – A I Conferência Ministerial Global sobre Segurança Viária, realizada em Moscou, na Rússia, nos dias 19 e 20 de novembro, reuniu representantes de cerca de 140 países que apresentaram suas experiências no âmbito da segurança viária para a redução de acidentes.

O evento foi realizado com o apoio do Banco Mundial, da OMS (Organização Mundial da Saúde), das Comissões Regionais das Nações Unidas e da Fundação FIA (Federação Internacional de Automobilismo).

As discussões, que permearam o encontro, resultaram em uma declaração de todos os países participantes para que a ONU (Organização das Nações Unidas) estabeleça, em sua Assembleia Geral, a Década de Ações para a Segurança Viária de 2011 a 2020, com a meta de estabilizar e reduzir acidentes de trânsito em todo o mundo.

Aurelio Ramalho, diretor de operações do CESVI BRASIL (Centro de Experimentação e Segurança Viária). O centro de pesquisa foi a única empresa privada convidada pelo governo brasileiro para participar como membro da delegação, oferecendo suporte técnico.

Na conferência, Otaliba Libânio Neto, um dos integrantes da delegação brasileira e diretor do Departamento de Análise de Situação de Saúde da Secretaria de Vigilância da Saúde, apresentou a experiência do Brasil com a implantação da lei 11.705/2008, conhecida como “Lei Seca”, que determinou que condutores de veículos não podem ingerir bebida alcoólica antes de dirigir.

O CESVI, ao longo de seus 15 anos de atividade, sempre esteve envolvido em discussões em prol da segurança viária, e em setembro deste ano criou, junto com outras entidades, o movimento pela implantação de um Plano Nacional de Segurança Viária no Brasil, o “Chega de Acidentes”.

“A conferência foi um importante passo que proporcionou troca de experiências entre países, e o principal, o compromisso assumido com ações coordenadas para a preservação da vida. Em 2010, o CESVI terá reuniões permanentes com as entidades que apoiam o movimento “Chega de Acidentes” com a finalidade de articular projetos voltados para a Década da Segurança Viária no País”, declara José Aurelio Ramalho.[1]

Para conhecer o movimento Chega de Acidentes, acesse: http://www.chegadeacidentes.com.br

Publicado em 24 de novembro de 2009 no portal Segs.
http://www.segs.com.br/index.php?option=com_content&task=view&id=41426&Itemid=177


Hugo Leal anuncia verbas para Maricá

terça-feira, 17 novembro, 2009

Saúde e obras do Flamengo estão entre as prioridades

Postado por Gazeta – RJ. Em 17/11/2009

As obras que estão sendo realizadas no Flamengo e na área da Saúde ganham novo impulso com as verbas anunciadas pelo deputado federal Hugo Leal (PSC), que esteve em Maricá no feriado do Dia dos Servidores Públicos. Durante reunião a portas fechadas, com a presença do vereador Caiu e do secretário Aleksander Santos, na Prefeitura, o prefeito Washington Quaquá disse que o deputado é grande parceiro do município e ressaltou que Maricá está com todas as suas contas em dia, estando apto a receber verbas federais.

“A chance que Maricá tem, hoje, de receber recursos federais e estaduais é muito grande, porque nós nos preparamos para isso, pagamos todas as dívidas que foram deixadas. O deputado Hugo Leal, como parceiro que sempre foi da cidade, tem agora o município totalmente em dia, onde ele poderá colocar seus recursos”, afirmou o prefeito.

Quaquá explicou que o município vai receber agora verbas relativas às emendas propostas pelo deputado Hugo Leal, em 2007, que quase foram perdidas, mas que o município conseguiu recuperar. Além disso, ele está trazendo mais R$ 460 mil que deverão ser empregados na finalização das obras do Flamengo e na área da Saúde.

“O deputado prometeu ainda lutar por recursos junto ao Ministério da Integração Nacional para conseguir recursos para a duplicação da Ponte da Mumbuca. Para o ano que vem também vai vir uma série de recursos. Nós temos uma relação muito forte em Brasília, que eu costumo dizer que é um lugar de muitas portas. O deputado é uma pessoa de destaque no Congresso, é líder do PSC, tem um bom trânsito em Brasília e ficou de nos ajudar no aeroporto, no PAC de mobilidade, que nós estamos apresentando um projeto de R$ 100 milhões ainda esse ano. Então passamos o feriado fechando uma série de parcerias” disse Quaquá.

O prefeito afirmou que vai cumprir cada palavra de sua campanha e no que se refere à saúde, pretende transformar o Hospital Municipal Conde Modesto Leal, que atualmente está com falhas graves, sobretudo no atendimento.

“Estou cumprindo aos poucos minhas promessas de campanha. E uma das coisas que eu criticava muito era que o hospital não tinha uma recepção, as pessoas ficavam ali ao relento, em lugar sujo, então nós estamos organizando a recepção do hospital, que vai ter ar-condicionado e mais conforto para o paciente. Já tínhamos feito obras dentro do hospital, onde reformamos uma parte do interior. Vou entregar o hospital a uma empresa profissional para geri-lo e acabar com a politicagem. Não é uma privatização. O hospital continua público, atendendo à população gratuitamente. Mas a gestão deverá ser entregue a uma equipe empresarial e profissional. Nós vamos fazer um contrato de gestão, colocando metas maiores e melhores que as de hoje, e pagando muito menos do que se paga hoje”, anunciou o prefeito.

O deputado federal Hugo Leal afirmou que tem obrigações com o município de Maricá, pois tem muitos eleitores na cidade. Segundo ele, só na última eleição, ele conquistou 2.500 votos aqui na cidade.

“Trabalhando em Brasília quero buscar recursos para o município, mas quero ver o resultado da aplicação desses recursos. E aí, para essa parceria é fundamental que a Prefeitura esteja nessa sintonia, para nós podermos ajudar. Sabemos que os nossos recursos, são limitados, mas é importante que esse limite possa ser expandido exatamente com a disposição da Prefeitura. Nós viemos aqui tratar do final das obras do Flamengo, que tem uma parte que já foi realizada, estamos trabalhando para ampliar esse trabalho. Estamos falando também de recursos para a Saúde. São R$ 300 mil que eram inicialmente para o posto de Inoã e que o prefeito agora está apresentando um novo local”, disse o deputado.

Hugo Leal também falou sobre a captação de recursos, ainda neste fim de ano, para as obras de duplicação da Ponte da Mumbuca, uma reivindicação da comunidade, em caráter de urgência devido à precariedade do local.

“Temos que preparar a cidade, investindo em estrutura e ampliando para essa nova realidade, porque até chegarem esses recursos, quanto tempo vai demorar? Um ano? Dois anos? Cinco anos? Dez anos? Então, quanto mais a cidade estiver preparada, quanto mais estiver com infraestrutura, mais fácil de organizar e mais fácil será receber esses novos recursos que estão vindo”, disse Hugo Leal.

O vereador Caiu, principal elo entre o município e o deputado Hugo Leal, participou do encontro e falou sobre o trabalho que vem sendo feito pelo parlamentar junto a Brasília em benefício de Maricá. “Com a ajuda do deputado federal Hugo Leal, nós vamos conseguir trazer agora R$ 500 mil. Mas, Hugo vai se empenhar em trazer uma verba para as obras de duplicação da ponte da Mombuca e vai fazer uma parceria para ajudar no aeroporto, entre outras. Ele se colocou à disposição do município de Maricá, nesse momento tão difícil que a administração está passando, e nós queremos colaborar o máximo possível para melhorar o município porque quem ganha com isso é o maricaense. São duas verbas a caminho. Cerca de R$ 350 mil para a Saúde, que o prefeito vai usar para fazer o Posto de Saúde de Inoã e mais R$ 500 mil referentes a um projeto que mandamos para Brasília, para obras de asfaltamento e infraestrutura no Flamengo”.

http://www.gazetarj.com.br/2009/11/17/hugo-leal-anuncia-verbas-para-marica


Hugo Leal participa de conferência da ONU sobre segurança viária

terça-feira, 17 novembro, 2009

Petrópolis (15 de novembro) – O deputado Hugo Leal (PSC-RJ), participará da Primeira Conferência Mundial de Alto Nível sobre Segurança Viária, que será realizada pela ONU-Organização das Nações Unidas, em Moscou, Rússia, nos próximos dias 19 e 20 de novembro. Representando a Câmara dos Deputados e convidado pela ONU, o parlamentar – autor da Lei Seca – falará sobre a lei de trânsito brasileira.

O evento tem o objetivo de apresentar as iniciativas e o planejamento de cada país para a Década de Ações para a Segurança no Trânsito – 2010/2020,  tema escolhido para o Dia Mundial em Memória às Vítimas de Trânsito de 2009, celebrado neste domingo (15), transmitindo um compromisso formal em torno de ações em defesa da segurança no trânsito. A Década de Ações foi instituída pela ONU aos Países-membros.

Na sequência, o deputado visitará a Securité Routieré, órgão do Ministério da Ecologia, Energia e Desenvolvimento Sustentável do Governo Francês que cuida das questões de trânsito no país. A França, atualmente, possui um dos melhores trabalhos na área.

Hugo propõe na Câmara participação do Brasil. Atualmente, chega a 1,3 milhão o número de vítimas fatais de acidentes de trânsito em todo o mundo. Os feridos somam mais de 50 milhões. Esses índices podem dobrar em 2020. No Brasil, o trânsito faz mais de 35 mil vítimas fatais por ano (uma média de 95 mortes diárias), o que equivale à queda de um avião de grande porte lotado a cada três dias.

Diante destas preocupantes estatísticas, Hugo Leal apresentou uma Indicação Legislativa na Câmara dos Deputados para que o Brasil venha a tornar os anos de 2010 a 2020, a década de redução das vítimas de trânsito, aderindo à campanha proposta pela ONU.
“Um dos argumentos da ONU para a campanha é de que a partir do ano que vem a Organização Mundial de Saúde (OMS) vai iniciar um programa de dez anos visando a redução dos índices de mortalidade no trânsito. A meta é que em 2020 cheguemos a uma redução de 50% no mundo. O Brasil precisa estar engajado neste esforço, participando da Década de Ações para a Segurança no Trânsito, promovendo políticas de melhoria no setor ” disse o deputado.

Publicado na Tribuna de Petrópolis, em 15 de novembro
.


Hugo Leal participa da Primeira Conferência Mundial de Alto Nível sobre Segurança no Trânsito

segunda-feira, 16 novembro, 2009

>Rio de Janeiro (16 de novembro) – Nos próximos dias 19 e 20 de novembro, o Deputado Hugo Leal participará da Primeira Conferência Mundial de Alto Nível sobre Segurança Viária, a ser realizada pela ONU em Moscou, Rússia. O Deputado falará sobre as leis de trânsito no Brasil, representando o Parlamento Brasileiro, por ser a maior autoridade sobre o tema. O evento terá o objetivo de apresentar as iniciativas e o planejamento de cada país para a DÉCADA DE AÇÕES PARA A SEGURANÇA NO TRÂNSITO, tema escolhido para o Dia Mundial em Memória às Vítimas de Trânsito em 2009.

No último domingo (15), o Deputado viajou à França para visitar a Securité Routieré, órgão do Ministério da Ecologia, Energia e Desenvolvimento Sustentável do Governo Francês que cuida das questões de trânsito. Na sequência da visita, o deputado foi convidado a participar, hoje (16), de uma blitz de trânsito no país. A França possui um dos melhores trabalhos na área e o Deputado tem a oportunidade de conhecê-lo pessoalmente.

Desde outubro de 2005, a ONU definiu o terceiro domingo do mês de novembro de cada ano como O DIA MUNDIAL EM MEMÓRIA DAS V


Hugo Leal indica Padre Aleixo para receber a medalha Mérito Legislativo

sexta-feira, 13 novembro, 2009

Rio de Janeiro (13 de novembro) – O padre jesuíta, José Carlos Brandi Aleixo, recebeu esta semana a Medalha Mérito Legislativo.

A indicação à homenagem, que é prestada a quem realiza serviços relevantes ao País, foi feita pelo deputado federal Hugo Leal (PSC/RJ). Padre Aleixo é um dos fundadores do Partido Social Cristão e Presidente da Fundação Instituto Pedro Aleixo (FIPA), que tem o nome em homenagem a seu pai, ex-Vice-Presidente do Brasil.

A Medalha Mérito Legislativo homenageia cidadãos, instituições ou entidades que ajudaram a promover o desenvolvimento do País. A medalha existe desde 1983 e entre os que já receberam a condecoração, estão: o Vice-Presidente do PSC Pastor Everaldo Pereira, o Ministro do Trabalho Carlos Lupi e outras autoridades.


Hugo Leal recorre ao TCU contra a Concer

quinta-feira, 12 novembro, 2009

Brasília (12 de novembro) - Em discurso nesta quarta-feira (11), na Câmara, o deputado federal Hugo Leal (PSC-RJ), anunciou que vai recorrer ao Tribunal de Conta da União, solicitando uma inspeção no contrato da Concer – Companhia de Concessão Rodoviária Juiz de Fora-Rio junto à ANTT – Agência Nacional de Transportes Terrestres, quanto ao alto valor do pedágio e sobre as responsabilidades da Concessionária.

O resultado da reunião da última sexta-feira com representantes da ANTT e da Concer, quando foi apresentado o estudo de viabilidade das obras da duplicação da serra de Petrópolis e da ligação dos bairros Bingen-Quitandinha, causou indignação ao deputado.

Ele disse ter ficado chocado com a proposta das obras só serem executadas na sua plenitude com a prorrogação do contrato da Concer ou com o aumento do pedágio.

“Considero esta proposta indecente, principalmente para aqueles moradores de Petrópolis que diariamente se deslocam para trabalhar no Rio de Janeiro. Lá se vão quase dois anos do meu primeiro requerimento de informações para agora me deparar com essa absurda realidade. É insustentável a possibilidade de aumento do pedágio, como querem a ANTT e a Concer. A conta não pode ser paga pelos usuários. E o contrato, onde está? O que consta? O que diz? Até agora só ouvimos falar nele, mas ninguém tem acesso”, discursou.

Esclarecendo o comprometimento da sociedade com a causa, ele ressaltou a interferência do Ministério Público, Instituto Civis, e das outras entidades representativas.

“Quero deixar claro, que não vamos nos acomodar e que esta ampla discussão, atendendo principalmente a justas reivindicações da população petropolitana, não se encerra agora. Tenho obrigações junto à sociedade das causas que assumo, e esta é uma luta que levarei até o fi m em benefício da população de Petrópolis. Não cabe passarmos mais nenhum constrangimento como o que passamos na semana passada”, declarou Leal.

Hugo relatou que desde que assumiu o mandato, vem tentando todas as formas legais junto à ANTT – Agência Nacional de Transportes Terrestres, para obter informações e esclarecimentos sobre o contrato da concessionária.

“Além do alto valor do pedágio, tenho solicitado uma posição clara sobre as obras de duplicação da serra de Petrópolis – prevista em contrato – bem como da ligação dos bairros BingenQuitandinha, que são de extrema importância para o sistema viário do município, além da abertura do retorno do pedágio na praça localizada no distrito da Posse, em Petrópolis. Protocolei requerimentos de informações, promovi reuniões com a antiga e a atual diretoria da ANTT e audiências públicas, inclusive em Petrópolis, e até hoje, nada de concreto me informaram sobre os determinados assuntos.”

Publicado em 12 de novembro de 2009 no Diário de Petrópolis.


Primeiro round ganho na Câmara

quinta-feira, 12 novembro, 2009

Comissão aprova projetos do marco regulatório do pré-sal e confirma acordo fechado entre a União, o Rio e os demais estados produtores, assegurando 25% dos royalties aos cofres fluminenses. Texto vai agora ao plenário

POR MICHEL ALECRIM, RIO DE JANEIRO

Rio – O acordo articulado entre o governo federal e os estados do Rio e do Espírito Santo acabou prevalecendo e aprovado na Comissão Especial da Câmara dos Deputados encarregada de avaliar os projetos do marco regulatório do pré-sal. Em vez de 18% de participação nos royalties, estados produtores ficaram com 25%. Os projetos devem ser votados em plenário nas duas próximas semanas.

O governador Sérgio Cabral comemorou o resultado. “Saímos de 18% para 25%. Isso, em termos de pré-sal, é muito importante. O presidente foi muito correto. A União perdeu 6% nessa negociação, e essa decisão foi um ato de generosidade, de amizade e compreensão do presidente Lula, pois essa é uma receita importante para o Rio. Depois do ICMS, é a principal receita do estado”, declarou o governador, em evento em São Gonçalo.

O coordenador da bancada do Rio, deputado Hugo Leal (PSC), disse, no entanto, que foi evitado um mal maior, já que o estado ficou sem a participação especial. Mas, para ele, o volume do pré-sal compensa. “A proposta anterior seria um desastre para o Rio. Espero que as bancadas dos estados não-produtores entendam que já estão ganhando com elevação de 7,5% para 44% sua participação nos royalties”, disse o parlamentar.

Miro Teixeira (PDT) lembra que o clima de guerra não acabou. Para ele, a cobiça pela riqueza do petróleo ainda acomete alguns estados. “Se o Rio fosse um país independente, esses estados enviariam mísseis, caças. Temos que resgatar a ideia de Nação fraterna. Espero que a base governista vote unida”, defendeu o pedetista.

Para o presidente do DEM, Rodrigo Maia (RJ), o Rio saiu perdendo, já que a maior parte de sua arrecadação com o petróleo vem da participação especial, que acaba no pré-sal. Ele considera inconstitucional o regime de partilha que substitui o de concessão. “Foi uma grande derrota para o Rio. Vamos obstruir a votação”, disse.

Estado do Rio terá verba antecipada

O governo estadual vai colocar mais R$ 800 milhões no caixa até o fim do ano. Os recursos virão da Petrobras, através de participações especiais devidas pela empresa ao estado pela exploração do campo petrolífero de Marlim, na Bacia de Campos, no período de 1998 a 2002. A estatal vinha contestando a dívida, mas em outubro assinou acordo com a Agência Nacional de Petróleo (ANP) para pagar o débito em oito parcelas mensais. A primeira já foi paga no dia 30.

Para reforçar os cofres no fim do ano, o governador Sérgio Cabral decidiu antecipar o recebimento das cinco parcelas que seriam pagas em 2010. Projeto aprovado ontem pela Assembleia Legislativa (Alerj) vai permitir ao governo vender para o Banco do Brasil os créditos dos R$ 500 milhões correspondentes às cinco parcelas do ano que vem. O banco vai antecipar o dinheiro e receberá depois os créditos mensais da Petrobras. O líder do governo na Alerj, Paulo Melo (PMDB), disse que as taxas de juros foram vantajosas.

Segundo o secretário da Casa Civil, Regis Fichtner, que participou das negociações, a maior parte dos R$ 800 milhões serão destinados para as áreas de infraestrutura e de saúde, especialmente na construção de novas UPAs. Os recursos também serão utilizados para pagamento de dívidas com a União, capitalização do Rioprevidência e para o Fundo Estadual de Conservação Ambiental (Fecam).

A polêmica entre o governo estadual e a Petrobras vinha se arrastando há vários anos. A empresa recorreu à Justiça em 2007 contestando o pagamento, mas perdeu em primeira instância e também no Tribunal Regional Federal (TRF). No total, a estatal vai pagar R$ 2,06 bilhões de débitos. Como, pela legislação, o estado tem direito a 40% deste valor, o Rio ficará com R$ 824 milhões.

O Campo de Marlim foi descoberto em 1987 e fica a cerca de 120 km do litoral norte do estado do Rio, ocupando área de aproximadamente 884,11 quilômetros quadrados.

Três cidades beneficiadas

Os municípios de Macaé, Campos e Rio das Ostras também foram beneficiados com o fim da polêmica entre o estado e a Petrobras. Pela legislação, 10% do montante pago pela estatal vão para as três cidades, que ficam na área de abrangência do Campo de Marlim. No total R$ 206 milhões serão repassadas às três prefeituras. A maior parte, segundo Fichtner, vai para Campos.

Redução tributária para municípios

Mais oito cidades do estado serão beneficiadas pelos incentivos fiscais da chamada Lei Rosinha. A proposta foi aprovada ontem pela Alerj e irá para sanção do governador Sérgio Cabral. Se sancionada, as empresas que se instalarem em Areal, Levy Gasparian, Paulo de Frontin, Mendes, Paty do Alferes, Miguel Pereira, Rio das Flores, Vassouras e no Distrito Industrial de Queimados também pagarão apenas 2% de ICMS por 25 anos, como já acontece em 37 municípios.

O polêmico projeto foi aprovado sem qualquer emenda. A proposta havia recebido 74 emendas de deputados que queriam incluir municípios de suas bases eleitorais entre os beneficiados. O presidente da Alerj, Jorge Picciani (PMDB), porém, pediu a retirada das propostas, propondo que a inclusão de novas cidades na lei volte a ser discutida em 2010. (Ricardo Villaverde)

Publicado em 12 de novembro no jornal O DIA Online.

http://odia.terra.com.br/portal/economia/html/2009/11/primeiro_round_ganho_na_camara_45676.html


Hugo Leal debate sobre o pré-sal

quarta-feira, 11 novembro, 2009

Rio de Janeiro (11 de novembro) - O deputado Hugo Leal participou, na última terça-feira (10), de um debate com o deputado Henrique Alves, relator do projeto de partilha dos royalties do petróleo no programa Em Cima da Hora, na edição das 12h. Leal deixou clara sua insatisfação com as perdas que o Rio de Janeiro terá caso o projeto da partilha seja aprovado como está. “O único privilégio que o Rio tem é o da natureza”, disse. “Não podemos trabalhar mais uma vez em detrimento do Rio”, concluiu.

Alves disse que está disposto a encontrar um acordo para conseguir conciliar os interesses de todos. “Ninguém vai perder. Haverá uma participação importante para todos, até pelo volume a ser extraído”, declarou. O relator do projeto ainda que aceita fazer uma reengenharia dos percentuais de participação dos estados para garantir uma distribuição justa a todos.


Lei Seca é tema da 6ª Semana de Valorização da Vida

quarta-feira, 11 novembro, 2009

Rio de Janeiro (11 de novembro) – O Centro de Valorização da Vida do Município de São Gonçalo, Região Metropolitana do Rio de Janeiro, está realizando, de 09 a 11 de novembro, sua 6ª Semana de Valorização da Vida. O Evento está sendo realizado no ICBEU – Instituto Cultural Brasil Estados Unidos, na Rua Francisco Portela, 2772, Centro.

Além de palestras e debates, também estão sendo realizadas diversas apresentações artísticas pelos alunos do Instituto.

Na noite desta segunda-feira, o tema foi “Lei Seca: Preservando Vida”. Convidado para falar sobre o tema, o Deputado Federal Hugo Leal, autor da Lei Seca, não pode comparecer por estar em Brasília, envolvido nas discussões sobre a distribuição dos royalties do Pré-Sal, onde defende os interesses do Rio de Janeiro.

Falando sobre os efeitos da Lei Seca, a bióloga Christianne Costa, especialista em trânsito e Coordenadora Executiva da ONG Trânsito Amigo, elogiou a iniciativa do Deputado Hugo Leal e sua permanente preocupação com as questões do Trânsito.

Christianne citou estatísticas e ações que estão sendo estudadas para revertermos esse quadro, a exemplo da Década de Ações de Segurança no Trânsito. Falou sobre a atuação da ONG Trânsito Amigo, inclusive no Dia Mundial em memória das vítimas de trânsito, comemorado sempre no terceiro domingo de novembro (neste ano será no próximo dia 15).

Informação, conscientização e educação permanente em busca de mudança de comportamento são alguns fatores que podem ajudar na melhoria do trânsito.