Busca

/Blog Hugo Leal

julho, 2010


Emendas olímpicas

sexta-feira, 30 julho, 2010

Publicada em 30 de julho
Coluna Informa do Dia com Fernando Molica


Hugo Leal faz caminhadas e participa de festas no Castrioto e Alto da Serra

quinta-feira, 29 julho, 2010

Publicada em 28 de julho

Clique na imagem para ampliar


Hugo Leal participa de festas religiosas em Petrópolis

quinta-feira, 29 julho, 2010

O domingo transcorreu com muitos encontros entre o deputado federal Hugo Leal, candidato à reeleição pelo PSC, algumas lideranças e eleitores.  Ele conversou com lideranças religiosas das igrejas de Santa Rita de Cássia (Castrioto) e de Santo Antônio (Alto da Serra). Marcou presença em almoço com líderes comunitários, em Itaipava,  participou da festa de São Cristóvão, em Nogueira, e não deixou de prestigiar a bela festa do Cascatinha.

O recurso de R$ 150 mil para a quadra de esporte da Praça de Cascatinha, conquistado através de emenda parlamentar de Hugo Leal, foi lembrado por Luis Carlos Faria, morador do bairro. “É muito bom termos um representante assim, lá na Câmara dos Deputados. Passamos para o deputado a necessidade de construir uma cobertura para a  nossa quadra de esportes aqui da Praça. Ele conseguiu o dinheiro e agora só estamos dependendo da liberação da Prefeitura para o início das obras


Hugo Leal reafirma compromisso com Região dos Lagos

quinta-feira, 29 julho, 2010

Deputado defende pescadores e destaca importância da atividade pesqueira para a economia do estado

Durante série de encontros realizados ontem, 28, em Cabo Frio, o deputado federal Hugo Leal (PSC-RJ) voltou a reiterar o compromisso na continuidade dos trabalhos desenvolvidos na Região dos Lagos, uma das mais importantes do estado. Candidato à reeleição, Leal deu início à sabatina na cidade com uma caminhada pelas comunidades de Manoel Correa e Jacaré. Em seguida, partiu rumo a Arraial do Cabo, Iguaba e São Pedro de Aldeia, onde discutiu melhorias para a atividade pesqueira, da qual tem sido o principal defensor na bancada fluminense.

- A pesca não pode ser colocada em segundo plano, pois muitas famílias ainda vivem dela. Vamos encontrar uma forma para garantir que a atividade conviva de forma equilibrada com a exploração do petróleo – garantiu o deputado.

O parlamentar fez questão de ressaltar a importância do setor para a economia do Rio e destacou a necessidade urgente de modificações. Na Ilha da Conceição, em Niterói, por exemplo, grupos de pescadores trabalham em situação precária há pelo menos 19 anos. A maioria ainda é obrigada a lançar mão do cais da antiga fábrica das Sardinhas 88. Para evitar o agravamento da situação, Leal já discute a cessão de uma área, junto ao Ministério do Planejamento, para a construção de um atracadouro no bairro do Barreto.

O Rio de Janeiro é o maior consumidor de pescado do país, inclusive de importados, mas ocupa a terceira posição no ranking da produção nacional, ficando atrás de Santa Catarina e do Pará. De acordo com o Sindicato dos Armadores de Pesca do Estado do Rio de Janeiro (SAPERJ), a atividade pesqueira gera atualmente 1.200 empregos diretos e outros 4.800 indiretos.

- Precisamos dar voz aos pescadores. Somos aqueles que mais consomem. Portanto, temos a obrigação de não deixar a atividade viver à míngua. O pescador quer apenas uma condição mínima para desenvolver seu trabalho com dignidade – frisou Leal.

O deputado apresentou projeto em Brasília, por meio de uma indicação legislativa, para a construção do Terminal Pesqueiro Público do Rio de Janeiro, que funcionará na Ilha do Governador. As operações de descarga, armazenamento e comercialização do pescado ficarão concentradas na região, enquanto o atracadouro, em Barreto, servirá para o abastecimento e os reparos de embarcações.


ANTT remarca edital de linhas rodoviárias para novembro

quinta-feira, 29 julho, 2010

Publicada em 28 de julho

Qua, 28 Jul, 11h49

BRAS


Câmara discute regra para bafômetro

quarta-feira, 28 julho, 2010

Publicada em 28 de julho
Link para matéria no site

Mateus Parreiras
do Agora

Um dos 170 projetos analisados pela subcomissão da Câmara dos Deputados que revisa o CTB (Código de Trânsito Brasileiro) prevê um reforço no texto para que não haja dúvidas de que o bafômetro possa ser usado para medir a embriaguez.

O Agora informou ontem que a juíza Margot Begossi, da 1ª Vara Criminal da capital, absolveu, anteontem, um homem flagrado em outubro de 2008 pelo bafômetro com resultado alcoólico maior que o permitido. Ela não aceitou a equivalência que as autoridades de trânsito fazem entre o etilômetro e o teste de sangue.

O projeto de lei 5.607/ 2009, do deputado Hugo Leal (PSC), autor da lei seca, prevê criar limite de 0,3 miligrama de álcool por litro de ar expelido do pulmão dos motoristas. Hoje, a lei seca fala apenas em álcool no sangue –não cita ar expelido dos pulmões e medido pelo bafômetro. O projeto ainda precisa ser aprovado em pelo menos quatro comissões e votado em plenário.


Hugo traz para o Estado do Rio R$ 55 milhões

terça-feira, 27 julho, 2010

Coordenador da bancada do Rio de Janeiro, o deputado federal Hugo Leal (PSC-RJ) conseguiu trazer, por meio de suas emendas individuais, R$ 55 milhões em recursos para o Estado do Rio de Janeiro. A verba foi aplicada em 52 municípios e distribuída nas áreas de Saúde, Turismo, Esporte, Agropecuária, Educação, Infraestrutura Urbana e Meio Ambiente. Além dessas emendas, Leal também trabalhou pela aprovação de outras sugeridas por colegas da bancada.

– É ouvindo a sociedade fluminense e os prefeitos dos municípios que direciono as emendas. Assim como a capital, as cidades do interior precisam de assistência do governo federal, mas, muitas vezes, são esquecidas. É gratificante ver o resultado destas ações nos municípios beneficiados. A minha proposta é ampliar o número de cidades assistidas – afirma Leal.

Os deputados federais têm o direito de propor emendas ao orçamento anual. Uma vez aprovadas, eles dão início ao trabalho junto ao governo para que os recursos sejam disponibilizados, com rapidez, para os municípios.

Conheça aqui (arquivo em PDF), como e onde foram aplicados os R$ 55 milhões conseguidos por Hugo Leal.


Emenda de Hugo Leal propõe transparência dos gastos públicos nas Olimpíadas de 2016

terça-feira, 27 julho, 2010

O deputado Hugo Leal apresentou emenda à Medida Provisória 489/10. A MP estabelece a criação da Autoridade Pública Olímpica (APO), um consórcio constituído pelo governo federal,  governo  do Estado do Rio de Janeiro e do município do Rio.  Com a chancela do Comitê Olímpico Internacional (COI), a APO vai ser o órgão coordenador das ações relacionadas aos Jogos Olímpicos de 2016 que acontece na cidade do Rio.

A aprovação das obras relacionadas à Olimpíada, a coordenação dos serviços públicos e implantação e supervisão da infraestrutura  para os eventos são algumas das atribuições do consórcio.

A emenda de Hugo Leal é para ser acrescentada ao artigo 25 da MP. Ela solicita que todas as informações pormenorizadas sobre as despesas com pessoal e execução de obras e serviços deverão ser disponibilizadas, em meios eletrônicos de acesso público, portal de internet, em tempo real, para pleno conhecimento e acompanhamento da sociedade.

– É fundamental dispormos dos recursos tecnológicos para oferecer transparência à sociedade dos gastos públicos de tão significativo evento esportivo. Dessa forma, estamos consolidando  um estreito canal de comunicação entre governo e sociedade – relatou Leal.


Punição para motoristas

segunda-feira, 26 julho, 2010

Publicada em 26 de julho
Coluna Informe do Dia com Fernando Molica


Hugo Leal pede mais rigor na punição de “pegas

quinta-feira, 22 julho, 2010

Motoristas podem ficar presos até 15 anos

O substitutivo do deputado Hugo Leal (PSC-RJ) que estabelece penas de 5 a 15 anos de prisão para motoristas participantes de “pegas