Busca

/Blog Hugo Leal

abril, 2011


Frente Parlamentar em Defesa do Trânsito Seguro vai fiscalizar recursos destinados à educação

segunda-feira, 11 abril, 2011

A Frente Parlamentar em Defesa do Trânsito Seguro, presidida pelo deputado Hugo Leal (PSC-RJ), autor da Lei Seca, foi relançada nesta quarta-feira (6/4), na Câmara dos Deputados, em Brasília, com a finalidade de mobilizar a sociedade para a redução pela metade das mortes no trânsito até 2020. Esta é uma meta mundial determinada pela Organização das Nações Unidas (ONU). No ano passado, foram registrados 40 mil acidentes com mortes nas rodovias federais brasileiras, segundo a Polícia Rodoviária Federal.

O objetivo do grupo é contribuir para uma redução de 50% no número de mortes ao volante, afirma o deputado que também promete fiscalizar a aplicação dos recursos destinados à educação no trânsito. A meta faz parte de uma campanha mundial da ONU, que estima que 1,3 milhão pessoas morrem por ano em todo o mundo por causa dos acidentes de trânsito.

O coordenador da Frente, explicou como o grupo pretende atuar para mudar essa realidade:

- O principal foco da Frente Parlamentar do Trânsito Seguro é salvar vidas, preservar vidas. Nós estamos aqui para aprimorar, para poder apoiar naquilo que for necessário do ponto de vista legislativo e do ponto de vista que é o outro papel do parlamentar, da fiscalização: para onde estão indo os recursos que devem ser aplicados na prevenção de acidentes? Esse é um dos principais focos que nós vamos atuar também.

Hugo Leal afirma que o Governo Federal tem cerca de R$ 500 milhões por ano para evitar acidentes de trânsito. Esse dinheiro vem dos 5% das multas e do seguro obrigatório a que a União tem direito.

O deputado afirma que aplicar esses recursos corretamente já é suficiente para garantir que o Brasil cumpra a meta de diminuir pela metade os mortos no trânsito na próxima década, como propõe a campanha da ONU, a ser lançada no dia 11 de maio.

De acordo com o deputado Hugo Leal, o Governo não aplica toda a verba que tem à disposição para a prevenção de acidentes. Mas no final, segundo ele, o custo acaba sendo bem maior, já que os mortos e feridos no trânsito custam ao país cerca de R$ 30 bilhões por ano, com base em estimativas do IPEA.


(foto: Fernando Chaves)

Leia mais:


Frente quer reduzir pela metade acidentes de trânsito com mortes

http://www2.camara.gov.br/agencia/noticias/TRANSPORTE-E-TRANSITO/195289-FRENTE-QUER-REDUZIR-PELA-METADE-ACIDENTES-DE-TRANSITO-COM-MORTES.html


Comissão Especial: prevenção,ação e reconstrução

segunda-feira, 11 abril, 2011

A Comissão Especial de Medidas Preventivas diante de Catástrofes vai discutir legislação, orçamento e fiscalização na aplicação de recursos. O deputado Hugo Leal (PSC/RJ), membro da comissão, participou da reunião que definiu nesta terça-feira (5/4) a “linha mestra