Busca

/Blog Hugo Leal

Archive for outubro 4th, 2017


CPMI da JBS: Hugo quer depoimento de ex-presidentes de fundos de pensão

quarta-feira, 4 outubro, 2017

Foto: Geraldo Magela / Agência Câmara

Subrelator da CPMI da JBS, o deputado federal Hugo Leal (PSB/RJ) apresentou requerimento para a convocação para depoimento de Wagner Pinheiro, ex-presidente da Petros, fundo de pensão da Petrobras, e de Guilherme Lacerda, ex-presidente da Funcef, o fundo dos funcionários Caixa Econômica Federal. “Uma das principais missões desta CPMI é justamente investigar supostas irregularidades envolvendo a JBS e J&F a Investimentos em operações com o BNDES e BNDES-PAR, que implicaram aportes superiores a R$ 8 bilhões para aquisições de empresas no Brasil e exterior. Algumas dessas operações contaram com a participação da Petros e da Funcef, que, juntamente com o banco estatal, adquiriram quotas de um fundo de investimento em participações, cujo objetivo específico era investir R$ 1,4 bilhão na JBS”, argumenta o parlamentar ao justificar a convocação dos ex-dirigentes dos fundos.

Hugo Leal ainda requereu a convocação de sete integrantes ou ex-integrantes da direção da JBS para depor: Sérgio Longo, Jeremiah O’Callaghan, Marcus Vinícius Pratini de Moraes, Wilson Mello Neto, Marcel Fonseca e Gilberto Tomazoni. O subrelator de Assuntos Tributários, Fazendários e Agropecuários da CPMI também quer a convocação do ex-secretário de Defesa Agropecuária, do Ministério da Agricultura, Rodrigo José Pereira Leite Figueiredo.

Os requerimentos foram apresentados nesta terça (03/10) pelo deputado Hugo Leal após o depoimento do ex-presidente do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) Luciano Coutinho aos integrantes da CPMI que apura irregularidades acerca das operações financeiras realizadas entre a JBS e o banco público. Coutinho defendeu a atuação do BNDES e disse que resultado econômico da BNDES Participações com o grupo JBS “foi positivo”. Também prestou depoimento o advogado Márcio Lobo, da Associação de Investidores Minoritários do Mercado de Capitais.