Busca

/Blog Hugo Leal

Defesa da Vida


Deputado Hugo Leal recebe homenagem do Movimento Maio Amarelo

sábado, 13 junho, 2015

O deputado federal Hugo Leal (PROS-RJ), autor da Lei Seca e presidente da Frente Parlamentar em Defesa do Trânsito Seguro,  foi homenageado pelo Movimento Maio Amarelo por sua participação nas ações de mobilização e conscientização da população por melhorias no tráfego. O parlamentar recebeu um certificado em reconhecimento ao empenho, participação e contribuição ao fortalecimento da segurança viária junto  aos brasileiros. O Maio Amarelo mobilizou, em 2015, mais de 500 entidades, em 18 países.No Brasil as ações do Rio de Janeiro foram destaque.


Depois do Maio Amarelo, movimento debate outros temas para tornar o trânsito mais seguro

quarta-feira, 10 junho, 2015

 

Depois do sucesso do Maio Amarelo, iniciativa internacional pela conscientização sobre importância do trânsito seguro,  o movimento lança novas ações para 2015.

 A ideia é manter a mobilização para mostrar aos cidadãos que o trânsito seguro é construído a cada dia. Com a responsabilidade de cada um de nós.

Por isso, em junho, o movimento pretende falar sobre um problema grave que afeta a mobilidade das grandes cidades: estacionamento e parada.

O tema aborda a questão da segurança, do respeito e da mobilidade. Basta alguém parar de forma brusca ou errada para termos a noção do transtorno para todos.

Outros problemas como paradas/estacionamento em locais reservados para idosos e pessoas como deficiência revelam a falta de consciência de grande parte dos motoristas.

É preciso lembrar que o motorista precisa ter cuidado ao fazer a  parada nas cabines de pedágio para evitar acidentes.

São esses e outros assuntos que o Maio Amarelo coloca em pauta neste mês.

Além disso, o movimento planejou outras ações para os outros meses de 2015.

São eles: caminhões motociclistas (julho), condutores e bicicletas (agosto), Semana Nacional do Trânsito (setembro), passageiros de transportes (outubro), condutores e pedestres (novembro) e manutenção preventiva (dezembro).

Vale lembrar que o Maio Amarelo mobilizou quase todo o Brasil, em 2015. Monumentos de vários estados ganharam iluminação especial e entidades promoveram ações esportivas, culturais e educativas para promover a ideia de trânsito seguro.

No Rio de Janeiro, destaque para as participações de Petrópolis, Teresópolis e da capital fluminense.

Atualmente, mais de 500 entidades estão engajadas em 18 países.


Deputado Hugo Leal representa o Brasil em evento da OMS.

segunda-feira, 8 junho, 2015

Evento serve como preparação para a conferência de novembro, no Brasil

O deputado federal Hugo Leal, autor da Lei Seca e presidente da Frente Parlamentar em Defesa do Trânsito Seguro,  representou o Brasil na reunião preparatória da Segunda Conferência Mundial sobre Segurança Viária, realizada no Ministério da Infraestrutura da Suécia.

O evento foi realizado em  conjunto com a Organização Mundial de Saúde (OMS) e com a Organização das Nações Unidas (ONU).

Também estiveram presentes representantes dos Ministérios da Saúde, dos Transportes e das Cidades do Governo Brasileiro.

A Segunda Conferência Mundial sobre Segurança Viária ocorrerá em novembro, em Brasília.

 


Frente Parlamentar Católica.

quinta-feira, 28 maio, 2015

O deputado Hugo Leal (PROS/RJ) participou nesta quinta-feira (28) da missa celebrada na Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) de Brasília, pelo seu presidente dom Sérgio da Rocha. Durante a celebração o deputado Givaldo Carimbão (PROS-AL) tomou posse, como coordenador da Frente Parlamentar Mista Católica Apostólica Romana. O evento contou com a participação de 40 parlamentares.


Maio Amarelo mobiliza população em Teresópolis

terça-feira, 26 maio, 2015

Em um belo dia de sol, Teresópolis, na Região Serrana do Rio, se transformou em um cenário ideal para  mais uma ação do Movimento Maio Amarelo, neste domingo (24). A iniciativa, que tem como objetivo  conscientizar a população e alertar para os altos índices de mortes no trânsito,  mobilizou 400 pessoas.

No evento, houve caminhada e simulação de acidentes. Além isso,  vítimas e familiares tiveram a oportunidade de prestar depoimento e sensibilizar ainda mais os presentes. Participaram das atividades representantes da sociedade civil e de entidades, bem como empresários. O ato contou com o apoio da Frente Parlamentar pelo Trânsito Seguro e teve a presença do deputado federal Hugo Leal (Pros/RJ), presidente do colegiado.

O evento do Maio Amarelo começou por volta das 8h. Vestidos com camisetas brancas e enfeitadas com o laço amarelo, símbolo do movimento, os convidados reuniram-se no Posto Pit Stop (Ipiranga), ponto de partida da caminhada.

Às 10h, o grupo seguiu em direção à Fonte Judite, em uma caminhada que contou com faixas do movimento e distribuição de material informativo sobre o Maio Amarelo. Para chamar a atenção dos moradores, foi realizada, com o apoio do Corpo de Bombeiros de Teresópolis, uma simulação de um acidente de trânsito com vítimas.

Em seguida, o grupo continuou a caminhada até a Praça do Alto, onde é realizada a tradicional Feirinha do Alto, que atrai moradores e turista de várias partes do País.

Lá, vítimas de acidentes e parentes de pessoas que perderam a vida no trânsito deram importantes testemunhos. Maria Helena Rabelo Portugal, mãe de Mirela Portugal,  morta por um carro, em Itaipava, Petrópolis, foi até o município vizinho para participar da caminhada e prestar seu depoimento.

O caso de Mirela,  atropelada ao sair de uma boate, é  um dos poucos no país onde houve julgamento e condenação. Uma vitória para a mãe, que dedicou os últimos anos na busca pela justiça.

Outro testemunho emocionante foi o de Maria de Fátima Gonçalves, mãe da ex-nadadora Sarah Corrêa, atropelada em um ponto de ônibus no Rio de Janeiro, no Início deste mês.  Ela estava acompanhada por Fernando Diniz, fundador da ONG Trânsito Amigo, que perdeu um filho há 12 anos, também vítima a violência no trânsito.

Autor da Lei Seca, o deputado  falou sobre a importância da sociedade se mobilizar e chamar a atenção para os altos índices de acidentes de trânsito. Leal lembrou que o Brasil participa da Década Mundial de Ações para a Segurança no Trânsito, iniciativa da Organização das Nações Unidas (ONU) e desenvolvida pela Organização Mundial de Saúde (OMS).

“O objetivo é reduzir pela metade o número de mortes no trânsito até 2020. Hoje, em todo o mundo morrem cerca de três mil pessoas por dia. E temos o problema das que ficam com sequelas permanentes. Somente nós motoristas e pedestres, podemos mudar esta realidade”, disse.

Além do Corpo de Bombeiros, o evento teve a adesão da Polícia Rodoviária Federal, Polícia Militar, Guarda Municipal de Teresópolis, Bombeiros Mirins, Grupo da 3ª Idade, Grupo de Escoteiros Desbravadores, entre outras entidades.


Hugo Leal propõe a criação de uma Secretaria Especial de Prevenção e Segurança no Trânsito

quinta-feira, 14 julho, 2011

O deputado Hugo Leal participou da 10ª reunião do Comitê Nacional de Mobilização pela Saúde, Segurança e Paz no Trânsito que se encerra nesta quarta-feira (13/7), em Brasília. O encontro selecionou propostas de instituições de todo o Brasil para o Plano Nacional de Redução de Acidentes e Segurança Viária para a Década 2011-2020 e abraçou a proposição apresentada pelo deputado de criar, no âmbito da Casa Civil da Presidência da República, uma Secretaria Especial de Prevenção e Segurança no Trânsito que tenha a função de coordenar as ações que hoje estão dispersas em cinco ministérios.

No primeiro dia de trabalhos, Hugo Leal explicou para representantes do Fórum Nacional de Secretários e Dirigentes Públicos de Transporte Urbano e Trânsito e demais interlocutores do Comitê que, em audiência com a ministra chefe da Casa Civil Gleisi Hoffmann, a bancada do PSC na Câmara dos Deputados apresentou a proposta de criação da nova pasta.

“Essa seria uma forma inequívoca do governo federal demonstrar a importância do tema e coordenar todas as ações, atualmente dispersas em pelo menos cinco ministérios e milhares de órgãos estaduais e municipais


Hugo Leal e Dom Filippo participam de audiência pública sobre as chuvas

terça-feira, 5 julho, 2011

O deputado federal Hugo Leal (PSC-RJ) e o Bispo Diocesano de Petrópolis Dom Filippo Santoro participaram hoje de mais uma audiência pública para discutir sobre a recuperação da cidade após as chuvas. Durante a reunião, que aconteceu na Universidade Católica de Petrópolis, Hugo Leal, que é membro da Comissão Especial do Congresso Nacional para acompanhar as ações realizadas no estado do Rio após a tragédia na Região Serrana, destacou a importância de buscar ações efetivas para solucionar o problema.

“Temos que avaliar as demandas existentes de quatro maneiras: urgentíssimas, urgentes, imediatas e de longo prazo. Estou em Brasília como representante de Petrópolis e vou continuar exercendo o meu papel de fiscalizar a aplicação das verbas.

Parabenizo o Bispo Dom Filippo por estar empenhado em promover esses encontros. É a única maneira para que o debate entre o poder público e a população continue acontecendo


Lei Seca terá vídeo também como prova

quarta-feira, 22 junho, 2011



Cristo Redentor: iluminação amarela por um trânsito seguro

quarta-feira, 11 maio, 2011

Com o Cristo Redentor iluminado de amarelo, está oficialmente lançada, no Rio, a Década de Ação pela Segurança no Trânsito 2011-2020. Com o apoio da Arquidiocese do Rio de Janeiro, cada país deverá, agora, criar as suas ações e aprimorar o ambiente do trânsito, de modo a deixá-lo mais seguro e saudável reduzindo em 50% as mortes e lesões no trânsito até 2020, no mundo todo.

“Foi uma solenidade emocionante aos pés do Cristo Redentor. Além do lindo cenário escolhido para firmarmos mais este pacto, no qual representei a Câmara dos Deputados, todos os presentes estavam envolvidos com a causa. O mundo todo está atento. Temos 10 anos para agir e salvarmos milhares de vidas. Agradeço muito à Arquidiocese do Rio à mobilização global pela vida


Hugo Leal instituiu o Dia Nacional em Memória das Vítimas de Trânsito

quarta-feira, 17 novembro, 2010

Vai ser neste terceiro domingo de novembro, dia 21, o Dia Nacional em Memória das Vítimas de Trânsito, instituído pelo Projeto de Lei 4260/08 do deputado Hugo Leal (PSC-RJ), autor da Lei Seca. Por definição da ONU,na mesma data desde 2005, foi instituido o Dia Mundial de Mobilização em Memória das Vítimas de Trânsito.

O PL do deputado aprovado na Câmara, estabelece que os órgãos e entidades componentes do Sistema Nacional de Trânsito devem apoiar as iniciativas da sociedade organizada objetivando a celebração desta data, em respeito às vítimas de trânsito e por meio de ações em defesa da vida e da saúde das pessoas . 

O objetivo é alertar os motoristas sobre os elevados índices de mortes violentas causadas no trânsito. Segundo informações da Organização Mundial de Saúde (OMS) no Brasil, morrem cerca de 35 mil pessoas por ano nos acidentes, 500 mil são traumatizadas, e deste total, 25 mil morrem em até 30 dias depois do acidente.

“É uma tragédia com dimensões catastróficas que afeta de forma permanente milhões de família com a morte prematura ou a incapacitação de entes queridos